Seja bem vindo(a)!

Que a sua visita seja constante e some muitos prodígios ao blog!

Deixe sua sugestão e/ou sua crítica.



“Esta é uma obra de ficção, qualquer semelhança com nomes, pessoas, fatos ou situações terá sido mera coincidência”.

As figuras utilizadas nas postagens são originárias do google images.


segunda-feira, 23 de maio de 2011

O preconceito regional no Brasil

Pensar o Brasil como um país homogêneo é como querer contar os grãos de areia que estão contidos na praia.

Em outras palavras, é surreal, haja vista a sua extensão de, aproximadamente, 8.814.965 km².

Há de se esperar que cada região deste vasto país tenha seus próprios costumes, linguagens e cultura, logo, geram os tais preconceitos.

São vários: de raça, cor, classe social, orientação sexual, nacionalidade, deficiências, religiões, linguisticos e outros.

Cada qual, a seu modo, existe, em maior ou menor intensidade.

Um exemplo clássico dessa afirmativa é o que dizem sobre o carioca ser ocioso, o baiano ser lento, o nordestino resolver tudo na base de sua peixeira.

O preconceito existe pela falta de conhecimento desta ou daquela cultura.

O preconceito existe por haver o julgo.

Com tanto déficit de educação, emprego e saúde, além de moradia e infraestrutura de saneamento que são básicos para a vivência com dignidade do ser humano, seja ele de qual for a região ou mesmo do país, o senso comum impera transformando a união de uma numerosa nação em grupos isolados.

Qual a diferença no produto final do objetivo comum de um povo se existem diferentes cores, raças e religiões nos componentes atuantes do projeto?

Afinal, na Copa do Mundo, todos torcem para o time:  BRASIL e não para times isolados.

3 comentários:

  1. Comentário recebido por email:

    Realmente na copa torcemos para o BRASIL, e então porque Palmeirenses brigam com os Corinthianos? É falta de respeito pelas escolhas alheias.temos que trabalhar muito bem isso em nossas escolas, com projetos, onde os VALORES tem que ser resgatados.Parabéns pelo texto
    Comentário de: EUNICE

    ResponderExcluir
  2. Comentário recebido via email:

    Bia, fiz duas tentativas de comentar no seu blog, mas não consegui! Assim vou comentar a postagem aqui mesmo!

    Bia,
    Existe nesta país uma visão deturpada da realidade brasileira. O preconceito no meu modo de pensar, é a doença daqueles que não querem ver de frente a realidade! Um caso típico é o que ocorre na época das eleições. A população carente das diversas regiões dessa imensa aquarela, sem melhor opção e na dúvida, votam pela sobrevivência.E dai, sofrem a discriminação!
    Eu estou com você quando diz que lutamos pelo mesmo ideal, recebemos o mesmo sol e o mesmo luar, respiramos o mesmo ar, então qual a razão do preconceito ? Para que esse mal fosse banido definitivamente, seria necessário
    que houvesse um ensinamento eficaz nas escolas junto às crianças em todo o Brasil, e complementado no lar. Mesmo porque, com a diversificação de preconceitos que existem em todos os níveis como tão bem você citou na mensagem, seria difícil combatê-los apenas com campanhas saneadoras. Só para se ter uma idéia e como exemplo, levando-se em consideração a línguística, algumas palavras que no passado eram pronunciadas e escritas de forma errada, hoje foram aceitas pelos literatos como corretas. Portanto, é prematura a forma como se discrimina a forma de se expressar nas diversas regiões do país, com situações preconceituosas antecipadas, uma vez que no futuro, talvez palavras como "probrema" e "frô" sejam
    consideradas corretas e aceitas nos meios literários. Não há melhor forma de se mostrar a grandeza de um povo, se não mostrando o seu linguajar "ipsis litteris".

    ResponderExcluir
  3. Axo que seu blog esta muito legal, porém falta um pouco de melhora nos textos!

    ResponderExcluir