Seja bem vindo(a)!

Que a sua visita seja constante e some muitos prodígios ao blog!

Deixe sua sugestão e/ou sua crítica.



“Esta é uma obra de ficção, qualquer semelhança com nomes, pessoas, fatos ou situações terá sido mera coincidência”.

As figuras utilizadas nas postagens são originárias do google images.


segunda-feira, 18 de fevereiro de 2013

Bloqueios...


O que realmente são os bloqueios?

A pergunta me surgiu quando não estava com vontade de escrever e com alguma dificuldade de concentração para ler.

Normalmente a inspiração chega a qualquer momento e nem pede licença para invadir  os pensamentos de um escritor, de um pintor, de um ser humano qualquer e é totalmente estranho quando ela, como um passe de mágica para de nos presentear com a sua presença.

Instigada pela sua definição fui ao dicionário Aurélio: s.m. 1.Ato ou efeito de bloquear.2. Cerco militar. 3. Restrição ou interrupção no desenvolvimento de algo.

Pois bem! Aí está!

Percebi então algo que há algum tempo se fazia presente porém totalmente ignorado: uma onda de bloqueios.

Os acontecimentos corriqueiros passaram a ter um peso mórbido e tudo o que continha no limiar do dia era cinza e pesado.

Afinal, onde estavam os laços rosas e as borboletas azuis?

Corri para o quarto e fui até a gaveta onde guardava o diário. Olhei-o, tomei coragem e folheei-o. Páginas e páginas em branco...


....................................(Texto na íntegra só na obra completa)


Por fim, a pergunta não se calava. O que bloqueou os laços rosas e as borboletas azuis do meu pensamento?


Bia Fernandes









Nenhum comentário:

Postar um comentário